Dicas

Orquideas Raras: Conheça Algumas Das Orquideas Mais Raras do Mundo

De antemão,Neste artigo vamos te apresentar algumas orquideas raras, as mais excêntricas e a mais cara encontrada no mundo atualmente.

Além de conhecer como cuidar de orquídeas corretamente, é preciso saber que algumas espécies raras são conhecidas por vários motivos. Assim, o principal fato é de ser impossível de se encontrar em seu habitat natural.

Dessa maneira, elas apenas são desenvolvidas em laboratório e, assim sendo, raras e muito valiosas. Existem outras orquídeas que são mais difíceis o seu cultivo, com isso, o seu surgimento no mercado é menos assíduo.

Os orquidários em todo o mundo realizam magníficas ações de preservação dessas orquideas raras, dessa forma em exposições e feiras, podemos contemplar a beleza de várias delas.

A principio dentre algumas orquídeas mais raras podemos mencionar a Caladenia melanema, também conhecida como orquídea bailarina por causa do jeito das sépalas; a Dracula símia, conhecida como a orquídea cara de macaco; a Grammatophyllum speciosum, a orquídea tigre; a Habenaria grandifloriformis, onde as flores parecem anjos voando, entre muitas outras.

Veja as principais espécies de orquídeas raras abaixo.

Veja como cuidar de orquideas corretamente.

Algumas Orquideas Raras Para Você Conhecer

Cattleya walkeriana

A Cattleya walkeriana é uma orquidea brasileira, conhecida como rara por não ser encontrada na natureza. É de uma perfeita proporção em formato e cores.

Foi achada por George Gardner, em 1839, à margem de um riacho afluente do Rio São Francisco, em Minas Gerais. Assim, seu nome veio de Edward Walker, seu assistente que sempre estava presente nas suas viagens pelo Brasil. Desde o ano de 1960 não é encontrada em seu habitat natural.

Sua principal característica é um perfume singular de canela que ela solta, além da diversidade de cores.

Um exemplar da orquidea Cattleya walkeriana pode ser encontrada por mais de R$ 1.000,00 e alguns de seus cruzamentos podem ser avaliados em mais de R$ 3.000,00, como é o caso da  Cattleya walkeriana “Feiticeira”.

Cattleya walkeriana

Cattleya schilleriana – Orquideas Raras

Outra orquídea brasileira, que está extinta na natureza. Em todo o mundo, ela somente era achada em uma região própria do Espírito Santo e Bahia.

Atualmente só achamos esta espécies de orquídea em laboratório ou híbridas, desse modo são muito caras, pois são consideradas orquideas raras.

A Cattleya schilleriana é uma das espécies mais interessantes deste gênero, foi descoberta no século XIX. Seu nome foi dado ao primeiro local de sua cultivação, a coleção pessoal do cônsul de Schiller que ficava na cidade de Hamburgo na Alemanha.

Suas características principais é a mudança de cor nos pseudobulbos e folhas ao ser colocadas ao sol. Como resultado, esta espécie cresce rápido quando cultivada de maneira correta.

Cattleya schilleriana – Orquideas Raras

Fredclarkeara After Dark

Essa é uma espécie de orquidea negra muito rara, um híbrido criado a partir do cruzamentos de algumas espécies como as Catasetum, Clowesia e Mormodes, com a finalidade de ter a coloração negra.

Ela é uma orquídea de um cultivo um pouco complicada, porém, não inconcebível desde que se siga todas as regras de precauções corretamente.

Ela costuma florescer com duração de 6 a 7 semanas, podendo ter até 22 flores em seus pseudobulbo.

Fredclarkeara After Dark

Paphiopedilum rothschildianum

Esta espécie é mais rara e cara entre a espécies Paphiopedilum, também chamada de orquídeas “sapatinho”, por causa das formas de suas flores. Alguns consideram entre as orquideas raras a mais bonita. Definitivamente, ela foi encontrada pela primeira vez em 1887, somente cresce no Monte Kinabalu.

Hoje em dia, há apenas 3 lugares no Monte Kinabalu, onde elas costumam aparecer. Assim, estes lugares são protegidas dentro de um parque de reserva.

Paphiopedilum rothschildianum

Dendrophylax lindenii – Orquideas Raras

Conhecida como orquídea fantasma, por conta do formato de suas flores sem cor e não existir folhas, somente raízes e flores. Tem origem do sudeste da Flórida e de Cuba.

É outra espécie de orquideas raras que não se adapta relativamente bem a outros locais fora de seu habitat natural.

Além do mais, ela é uma espécie de orquídea fraca, de árdua reprodução e cultivação, com poucas ocorrências pelo mundo.

Elas são do tipo epífitas e se desenvolvem em lugares abafados e úmidos.. Contudo, devido a sua extinção esta orquídeas é protegida no estado da Flórida.

dendrophylax lindenii – orquideas raras

Shenzhen nongke

De antemão, esta orquídea pode chegar a custar $202.000 dólares apenas um exemplar. Isso pela ocorrência de ter sido desenvolvida em um laboratório, levando oito anos para ser criada, onde depois foi vendida em um leilão.

Shenzhen nongke

Quer Aprender Mais Sobre Como Cultivar Orquídeas?

Descubra como ter lindas orquídeas, saudáveis e com flores dignas de exposição todo o ano (Mesmo Se Você Nunca Cultivou Antes). Pare de sofrer com doenças, pragas ou manchas em suas orquídeas, no link abaixo você vai aprender o passo a passo para cultivar suas orquídeas como um profissional e conseguir lindas florações.

Aprenda como ter orquídeas lindas, saudáveis e floridas CLICANDO AQUI.

Deixe um comentário: